20 agosto 2016

Drinma, prazer.

Motivo nº:n+86

NERDICES, RPG DE MESA, EXPERIÊNCIAS, UMAS DAS MELHORES PESSOAS E A MELHOR PIZZA QUE NUNCA HAVIA COMIDO ANTES.

Muito bem, depois de muito ouvir falar, cá estava eu jogando RPG. Exatamente. Surpreendida e realizada.
Eu nunca me considerei nerd ou geek, porque para me enquadrar nessas categorias me faltam características peculiares. Mas sempre fui fascinada por pessoas assim e coisas do gênero. Algo como "não faço, mas acho fantástico". Porque tenho disso, de não saber tudo sobre uma determinada coisa, mas querer saber um pouco de cada assunto.
Se você, assim como eu, sabia superficialmente sobre o assunto, é o seguinte: RPG é um jogo de interpretação, onde você monta seu personagem que irá atuar em conjunto ou não com os outros jogadores, seguindo um sistema de regras porém de modo livre, porque você pode fazer o que quiser (baseado nas regras e nas direções apontadas pelo mestre).
Tudo começou na janta da última quinta-feira, depois da fucking prova, a galera querendo fazer alguma coisa para meio que comemorar que a tortura acabara (alguma coisa que não envolvesse álcool e sim a melhor pizza da cidade). A pizza ficou pra sexta, e na quinta nosso mestre apenas passou as coordenadas (para mim e para mais dois do grupo já que somos iniciantes).
Sexta-feira, saímos do RU direto pra pracinha da Moradia pra terminarmos o preenchimento das fichas e começar o jogo. Usamos o livro Dungeons & Dragons (D&D). No começo parece confuso. Mas é só questão de pegar o jeito.
Meu personagem.
Sou uma maga meio-elfa, de nome Drinma. Sou jovem, de pele clara, longos cabelos ondulados castanhos claro, demonstrando serenidade através de seus grandes olhos. Vim de Payon, uma cidade de Ragnarök, vivia em uma casa de madeira isolada no meio da floresta. Lá estudava e desbravava a floresta a fim de conhecer a natureza e maneiras de aproveitá-la. Saí de lá, pois tive um sonho revelador, em que meu guia revelara que chegara a minha hora: o fim do meu isolamento para que eu colocasse os conhecimentos adquiridos no meio humano e cumprisse minha missão. Meu objetivo é conhecer o mundo humano e poder auxiliar no que for possível para a manutenção da paz uma vez que tudo indica a proximidade de uma grande guerra.
Muito bem. A questão é, por eu ser naturalmente muito boazinha (hahahaha) e razoável, quase não atuei, pois meus parceiros de campanha eram em sua maioria (ou mesmo totalidade acho) maus e eu não tive muito o que fazer. Como a vida imita a arte, até eu me situar na situação, pareço invisível e inútil ahuahaua mas é só questão de me situar e dá tudo certo.
Para uma primeira experiência, devo dizer que (REALMENTE) é preciso ter muita criatividade. Mas valeu. Gostei. Até porque preciso voltar a cultivar minha imaginação (que já foi beeeem melhor). 
A propósito saiu a pizza. E olha. Sinceramente. Do fundo do meu core. MELHOR FUCKING PIZZA EVER. Melhor. Apenas.


6 comentários:

  1. Adorei o post e identifico-me especialmente com a parte de me interessar por vários assuntos, mesmo sem ter experimentado hahah

    Vou partilhar! Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Cláudia! Conhecer um pouco de tudo permite que não limitemos nosso conhecimento!
      Abraçz

      Excluir
  2. Não conhecia o jogo, mas gostei. Me lembrou um pouco o Sudoku e Xadrez, jogos que amo demais.
    Adorei você falando sobre ele e só de ver a palavra pizza, me deu fome. kkk
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro Sudoku, mas xadrez só consegui vencer uma vez haha
      A pizza é de dar fome e água na boca!
      Abraçz

      Excluir

Sua interação é sempre bem-vinda!!
Deixe seu comentário acompanhado do link do seu blog que retribuo a visita!! E não esqueça de seguir também para acompanhar as atualizações!

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por