12 junho 2016

Um dia lindo para todos :)

Motivo nº:n+69

PARA AQUELES QUE NAMORAM. PARA AQUELES QUE NÃO NAMORAM. PARA AQUELES QUE NÃO TÃO NEM AÍ PRA ESSE ROLÊ TODO. 

"Eu te amo!
Quando você diz a uma mulher ou um homem: 'Eu te amo' você está simplesmente dizendo: 'Eu não posso me enganar pelo seu corpo e pela sua personalidade, eu vi-te. O corpo pode ser velho, a personalidade muda à medida que cresce a consciência, mas eu te vi, eu vi a sua alma. Eu vi a parte mais profunda de ti, aquela divina" (Osho)
Quando li isso, decidi: esta é a melhor descrição do que entendo como amor.
Num mundo conflitante que é este onde habitamos nós, os humanos, dotados da capacidade de sofrer, de mentir, de lutar, em geral de racionalizar ou emotivar as coisas, o amor não é lá uma palavra fácil.
Essa palavra pra mim é como um mistério.
Lembro quando era adolescente e parecia tão fácil. Me questionava porque as pessoas tinham dificuldade em lidar com o amor.
Então depois que você passa pelo portal das friezas do universo humano, dessa fase concretada chamada "ser adulto", é que algumas coisas passam a, digamos, fazer sentido.
Uma frase que descobri no meu interior recentemente (e quando digo recentemente entenda como depois que saí da adolescência e não como ontem) é "A vida é simples, a gente é que complica ela". Porque se você pensar bem, realmente é isso.
Por que as pessoas sofrem por amor? Esses dias, Jout Jout fez um vídeo sobre como se apaixonar não é ser otário. E super apoio ela. Uma menina que eu conheço também postou uma coisa no Face sobre as pessoas que se acham as boazonas e compartilham aquilo sobre "melhor estar sozinho do que comemorar o Dia dos Namorados sem saber que é corno". No post ela diz que ninguém tem nada a ver com a vida de ninguém e se a pessoa está sendo corna (revirar de olhos para essa palavra) não deve ser julgada como trouxa, PORQUE NINGUÉM TEM NADA A VER COM A VIDA DA PESSOA. E super apoio ela.
É essencialmente isso que tenho a dizer aqui e em qualquer lugar: ninguém é melhor que ninguém. Não existe essa de "fazer alguém de trouxa". Quem acha que está fazendo alguém de trouxa nada mais nada menos que está se fazendo de trouxa. Vê como o ser humano em geral é imbecil. Achamos que fazer a outra pessoa sofrer vai nos fazer de alguma forma superior a ela. Por favor né.
Não. Somos humanos e isso é tudo o que sabemos sobre nós. E digo que isso não é saber o mínimo. E já que não sabemos grande coisa, o mínimo que poderíamos fazer é compreender as demais pessoas.
Se você é romântico (a), se se apaixona facilmente, ou se não tá nem aí pro rolê todo, não deve se intimidar de ser você mesmo. Respire e seja você mesmo. Todos aqueles haters ou depoimentos de independência que vão rolar nas redes sociais hoje: esqueça eles. Ou melhor, compreenda-os. Olhe e tente entender o porquê disso tudo.
E apenas ame acima de tudo. Amor universal. Ame a si. Ame aquele (a) crush. sem medo. Ame as pessoas, todas elas. Porque o sentido do amor não é se apegar ao que te agrada e dispensar o que lhe é estranho. Amar é exatamente compreender e aceitar os limites e promover liberdade.
:)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua interação é sempre bem-vinda!!
Deixe seu comentário acompanhado do link do seu blog que retribuo a visita!! E não esqueça de seguir também para acompanhar as atualizações!

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por