01 outubro 2015

A descoberta / Uma longa história sobre sinais

Motivo nº: n+36


UMA LONGA, LONGA HISTÓRIA SOBRE SINAIS, LIVROS CERTOS, COISAS BOAS E AMOR, O QUE ACHO QUE EXPLICA TODO O RESTO.



Path of love (ou Caminho do Amor) é o nome de uma canção de Ratnabali em parceria com Atman, um projeto musical. É uma música tocante e possui sutil significado nesse momento em que vivo. Quando digo nesse momento, me refiro às experiências que tive ao dar início ao trilhar do
caminho do amor. O amor para com a vida, e para tudo aquilo em que a Divina Presença se faz presente.
Geralmente, por motivos que fogem até mesmo da minha especulação, encontrar as letras de músicas indianas (pelo menos Ratnabali, Atman, Rama IV) não é uma tarefa muito fácil, mesmo nos sites internacionais. 
Porém, nunca desisto². Sexta-feira (25) estava a dedilhar coisas aleatórias quando pensei "Por que não?". Path of love atman lyrics foi o texto digitado na caixa do Google e para minha surpresa, lá estava o trecho dito sem ritmo antes que a música começa a tocar. 
Vamos lá, senta que a história é longa.
Curiosidade = Ctrl c + Ctrl v 
Pesquisei sobre o trecho em questão. Descobri que é de autoria de William Somerset Maugham e consta em seu romance O fio da navalha. 
O fio da navalha é um livro antigo. 
"Depois de participar da Primeira Guerra Mundial, o jovem Larry Darrell retorna para sua confortável vida em Chicago. Porém, abalado pela dura e sangrenta experiência da guerra, ele deseja algo além de um bom emprego, de uma bela noiva, de alguns amigos influentes e do vácuo espiritual do seu meio. Darrel quer buscar outro propósito na vida, afora ´semear e morrer´. Para encontrar uma resposta à sua angústia existencial, rompe com tudo e parte pelo mundo para buscar a si mesmo." é o que diz em sua Descrição no site da Saraiva. Procurei por sua venda nas livrarias on line: indisponível. Não questionei, não me apeguei. Decidi que um dia quando tivesse oportunidade compraria o livro numa livraria física. E esqueci.
Confiemos sempre na Presença. Ela sabe tudo o que precisamos, não nos cabe a ousadia de pedir.
Ontem subi para resolver umas coisas e aproveitei para passar na biblioteca, porque além do livro digital que estou lendo (Por isso a gente acabou, de Daniel Handler) também queria ler um físico. Não tinha nada em mente. Nada. Dediquei meu passar de horas (foi cerca de mais de 40 minutos) olhando cada livro nas estantes. E, de repente, lá estava ele, com título em vermelho vivo!

A Presença se manifestando sempre, o caminho sendo seguido sem medo, pura fé. Confie :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua interação é sempre bem-vinda!!
Deixe seu comentário acompanhado do link do seu blog que retribuo a visita!! E não esqueça de seguir também para acompanhar as atualizações!

Página Anterior Próxima Página Home
Layout criado por